sexta-feira, 13 de outubro de 2017

6° Cacharitiba



Nos dias 5 a 8 de outubro aconteceu a Cacharitiba no Mercado Municipal de Curitiba. O evento é organizado pela cachaçaria Vô Milano, acontece anualmente com vários produtores de diversas regiões do Brasil, como de São Sebastião em Alagoas com a cachaça Gogó da Ema. A grande novidade foi a presença da carreta Alambique Escola, o veículo é equipado com um alambique todo estruturado para produzir cachaça. O professor Agenor Maccari que é referência em pesquisa e produção de cachaça no Paraná apresentou uma palestra sobre a produção esclarecendo cada etapa do processo: cultivo da cana, moagem, fermentação, destilação, armazenamento e envelhecimento.








Processo de produção da Cachaça

*Decantação
As impurezas do caldo são fontes de infecções na fermentação, provocando o desenvolvimento de microorganismos indesejáveis. O bagacilho também prejudica a fermentação, favorecendo as contaminações. Além disso, quando arrastado para o alambique, provoca a formação indesejável de furfural e metanol.

Diluição
A fermentação ideal ocorre com o caldo da cana numa concentração de açúcares em torno de 15° brix. Normalmente, o caldo apresenta uma concentração de açúcares de 14° a 22° brix. Acima de 15° brix, é necessário diluir o caldo de cana, para garantir a estabilidade do fermento ao longo de todo o período de fabricação.

Temperatura de Fermentação
A temperatura ideal  para a fermentação situa-se entre 28° e 30°C. Temperaturas mais baixas diminuem a atividade do fermento, enquanto as mais elevadas favorecem o desenvolvimento de bactérias indesejáveis, provocando o enfraquecimento das leveduras.

Fermento
No processo de fabricação de cachaça artesanal, os produtores utilizam leveduras “selvagem”, ou seja, que já se encontram na superfície dos colmos da cana-de-açúcar. Esse tipo de fermento é chamado de “natural”. As espécies de leveduras presentes variam de região para região, sendo afetadas principalmente pela variedades de cana utilizadas, pelas condições climáticas da região e pelas peculiaridades operacionais de cada produtor.

Destilação
Os destilados de cabeça e de cauda são os principais responsáveis pela “ressaca” e dor de cabeça, devendo ser eliminados. Sua presença na cachaça caracteriza, portanto, um produto de qualidade inferior.

Envelhecimento
O efeito da madeira na qualidade da cachaça envelhecida tem como base a sua composição química, de celulose, hemicelulose, lignina e óleos essenciais. Durante o envelhecimento, além das reações de oxidação, a madeira transfere para a aguardente elementos de características específicas, provenientes da lignina e dos óleos essenciais, que influenciam na cor, aroma e paladar da bebida.

*O texto é referente ao livro Fabricação Artesanal da Cachaça Mineira de José Carlos G M Ribeiro.







Carreta alambique escola




















Fotos:Cavic

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

segunda-feira, 25 de setembro de 2017

segunda-feira, 18 de setembro de 2017

MAIS UMA DOSE





Produzida por Agropoletto CRP Agropecuário Ltda a Cachaça Ouro de Morretes extra premium se apresenta em garrafa de 750 ml tendo 39% de graduação alcoólica. O alambique esta localizado na cidade de Morretes (PR) na Estrada do Anhaia, a garrafa tem um formato hexagonal, o rótulo é agradável tendo uma ilustração do centro histórico da cidade, no contra-rótulo tem uma pequena descrição sobre a origem da Família Poletto e também tem um selo referente ao prêmio recebido no concurso Mundial de Bruxellas 2016 com medalha de ouro.
No visual tem uma cor dourada, oleosa, escorrendo lentamente na borda do copo, colocando a garrafa contraluz apresenta algumas partículas em suspenção. No nariz vem a madeira, floral, baunilha. Essa bebida é envelhecida por 5 anos em tonéis de carvalho, para ser uma cachaça extra premium de acordo com a legislação brasileira tem que envelhecer 100% da bebida por no mínimo 3 anos em tonéis de madeira de no máximo 700 litros. Na boca é agradável predominando um sabor de baunilha.







Foto: Cavic

terça-feira, 22 de agosto de 2017

domingo, 13 de agosto de 2017

MAIS UMA DOSE





A Sossegada saboreada é uma cachaça envelhecida em tonéis de carvalho, safra 2006, garrafa de 670 ml com 39% de graduação alcoólica. O rótulo é curioso, tem a imagem de um animal, provavelmente uma foca vestida de smoking segurando um charuto e uma taça.
A bebida é produzida e engarrafada por Cachaçaria Sossegada LTDA, Fazenda Ambrósio no município de Capitólio (MG).


No visual é amarelada, escorre um pouco rápida na borda do copo. O cheiro lembra canela, baunilha, o aroma da cana fica coberto pela madeira. Na boca o sabor da madeira predomina mantendo uma leve picância.  





Foto: Cavic

sábado, 5 de agosto de 2017

domingo, 23 de julho de 2017

Tomando uma...



Um boteco com mais de trinta anos, cerveja com um preço justo, cachaças puras e temperadas, ambiente agradável, pão com bolinho, rollmops e outros petiscos, esse lugar é a Mercearia das Famílias também conhecido como o Bar do Luís.
A mercearia teve início em 1983, no local além de bebidas etílicas vendia pão, leite e gás de cozinha, sendo que o gás era comercializado dentro do estabelecimento onde todos podiam fumar, algo proibido nos dias de hoje. O ambiente é muito agradável mantém um cardápio variado de acordo com o dia da semana, nos domingos abre cedo e por volta do meio dia acontece um sorteio, comprando um número concorre a uma peça de costela ou frango assado. O Bar do Luís tem uma clientela fiel, tem um grupo de veteranos que sempre estão tomando sua dose diária, como o Vicentinho que anima o bar com suas cantorias. Além do Luís Tramontin seus sobrinhos Fernando, Guga e Nick assumem o comando do estabelecimento.







Detalhe para os botijões de gás - Foto: acervo Mercearia das Famílias





Cachaças temperadas


Cachaça com guaco








Relembrando os velhos frequentadores


Lista de sorteio da costela





Luís Tramontin


Fernando (centro), um dos sobrinhos do Luís





Mercearia antes da reforma - Foto: acervo Mercearia das Famílias


Vicentinho

Vizinhança da Mercearia 







Vicentinho fazendo suas cantorias




Mercearia das Famílias
Bar do Luís
R. Joaquim Amaral 640
Jardim da Américas
Curitiba PR




Fotos: Cavic

quarta-feira, 12 de julho de 2017

terça-feira, 11 de julho de 2017

de Copo e Alma


O ilustre compositor e músico Nelson Cavaquinho é um representante da cultura brasileira, bebedor de cachaça relata algumas aventuras etílicas e momentos da gravação do seu último disco no documentário Nelson de Copo e Alma, produzido por Carlinhos Vergueiro e dirigido por Ruy Solberg.
Algumas de suas frases:

“Remédio é Cana”

“Se cachaça matasse eu tava morto há tantos anos”.



domingo, 25 de junho de 2017

MAIS UMA DOSE




A Cachaça Cobiçada da Paraíba (umburana) tem 39% de graduação alcoólica, garrafa de um litro. O rótulo é simples, pouco expressivo, destaca uma imagem fotográfica da arquitetura local do final do século XIX. A bebida é produzida e engarrafada por ALB Agro Industria LTDA, engenho Martiniano, Serraria (PB).
Essa pinga de lote 005/04 é envelhecida em tonéis de Amburana, madeira brasileira conhecida também por umburana, cumaru-das-caatingas, cerejeira.
No visual tem uma coloração amarelada, apresenta uma certa oleosidade. No nariz a madeira é intensa, vem o cheiro de especiarias como a canela, também baunilha e mel. Na boca apresenta de início um sabor não muito agradável, depois vem o gosto forte da madeira com um pouco de acidez.
A Cobiçada foi um presente do amigo Raimundo Nonato Junior.





Foto: Cavic

quinta-feira, 22 de junho de 2017

Ilustra...



Paiero e Cachaça




Ilustração: Cavic

segunda-feira, 12 de junho de 2017

Alambique Casa Poletto




A cidade de Morretes (PR) é conhecida pela produção de cachaça que teve início no século XVIII, nesse local se encontra o Alambique Casa Poletto que fica na estrada do Anhaia próximo da área central no Km 2,4.
A cana utilizada é a variedade havaianinha, após fermentação e destilação tem como produto final a cachaça Clássica (branca), Premium envelhecida em toneis de carvalho por dois anos, aguardente composta de canela, licores e a Extra Premium envelhecida em tonéis de carvalho por cinco anos. Dessas cachaças três delas foram premiadas no concurso mundial de Bruxelas: Extra Premium 2016, Clássica e a Premium.
Além do alambique funciona uma pousada com salão para eventos, o local está rodeado pela Mata Atlântica.

Rótulos de cachaças produzidas em Morretes


Cachaças premiadas

Sala de degustação


Canavial, variedade havaianinha


Moenda


Dornas de fermentação ao fundo


Alambique


Sala de engarrafamento e rotulagem, Sadi Poletto/proprietário


Tanque de armazenamento


Sala de maturação 


Relatório de análise, cachaça Ouro de Morretes




Vídeo sobre o Alambique Casa Poletto produzido pela RPC TV programa Plug:







Fotos: Cavic